Ir para o conteúdo principal

La miomectomia é um procedimento cirúrgico realizado para remover o miomas, tumores benignos muito comuns durante a idade reprodutiva que crescem dentro ou ao longo das paredes do útero, esta causa é conhecida como miomatose uterina. o miomectomia É um tratamento cirúrgico seguro e eficaz para a remoção de miomas, indicado para todas as mulheres com sintomas graves, e sempre possível quando a paciente deseja preservar o útero.

QUANDO É NECESSÁRIO PRATICAR UMA MIOMECTOMIA

o miomastambém chamado miomas ou leiomiomas, podem ser assintomáticos e passar despercebidos ou, dependendo de seu tamanho e localização, podem causar sintomas como sangramento menstrual intenso ou irregular, períodos menstruais que duram mais do que o normal, desconforto durante a relação sexual ou subfertilidade e abortos espontâneos.

Três mulheres em cada quatro terão miomas em algum momento de suas vidas, mas apenas uma em cada quatro sofrerá de algum de seus sintomas:

  • Sangramento menstrual intenso
  • Sangramento irregular
  • Períodos menstruais que duram mais do que o normal
  • Sensação de peso no abdômen inferior
  • Precisa urinar com mais frequência
  • Constipação incomum
  • Anemia
  • Desconforto durante a relação sexual
  • Subfertilidade e aborto espontâneo
  • Dor lombar na região lombar se o mioma for grande

Se o miomas causar sintomas que afetam a atividade diária da paciente ou dificultam a gestação até o fim, miomectomia É o procedimento cirúrgico mais adequado, pois permite remover os miomas, aliviar os sintomas e preservar o útero.

TIPOS DE MIOMECTOMIA

A miomectomia ou retirada de miomas uterinos, dependendo do tamanho, localização e quantidade, pode ser realizada por meio de três vias de acesso:

  • Pelo abdômen: Miomectomia abdominal.
  • Pela vagina e colo do útero: Miomectomia histeroscópica.
  • Através de pequenas incisões no oblíquo ou muito próximo: Miomectomia laparoscópica.

MIOMECTOMIA OU LAPAROTOMIA ABDOMINAL

La miomectomia abdominal é uma intervenção cirúrgica que consiste na remoção de miomas por meio da realização no abdômen inferior, como uma cesariana, uma incisão ou corte aberto, frequentemente horizontal e paralelo à cintura, onde o cirurgião acessa o útero e passa a praticar a remoção de miomas .

A intervenção pode exigir 2 a 3 dias de hospitalização e a recuperação do paciente pode envolver 3 a 4 semanas de repouso relativo.

MIOMECTOMIA HISTEROSCÓPICA OU HISTEROSCOPIA

A miomectomia histeroscópica é um procedimento cirúrgico que consiste na remoção de miomas (sem uma incisão ou corte aberto) usando instrumentos (histeroscópio ou ressectoscópio) que são entregues ao útero através da vagina e do colo do útero.

El histeroscópio É equipado com uma luz e uma câmera com a qual é obtida uma imagem ampliada do interior do útero, que é exibida em uma tela. Os miomas podem ser removidos com um histeroscópio usado para remover os miomas da parede uterina usando energia elétrica ou com um morcelador histeroscópico com o qual o cirurgião corta manualmente o mioma.

La miomectomia histeroscópica isso é possível caso os miomas causados ​​por miomas uterinos sejam de tamanho adequado e se projetem o suficiente no útero.

O paciente geralmente recebe alta no mesmo dia da intervenção, e a recuperação do paciente pode envolver cerca de 1 semana de repouso relativo.

MIOMECTOMIA LAPAROSCÓPICA OU LAPAROSCOPIA

La miomectomia laparoscópica é uma técnica de cirurgia minimamente invasiva que permite à paciente intervir e eliminar miomas uterinos fazendo pequenas incisões e sem ter que abrir o abdômen.

La cirurgia laparoscópica, que é uma opção menos invasiva do que a abdominal, requer considerável experiência, especialização e perícia por parte dos cirurgiões.

Num miomectomia laparoscópica, são feitas pequenas incisões no umbigo ou muito próximas, por onde são inseridos os instrumentos cirúrgicos e um tubo com uma pequena câmera (o laparoscópio) e é realizada a intervenção para retirada dos miomas.

La miomectomia de Porta Única ou Porta Única É uma cirurgia laparoscópica realizada através de uma única microincisão no abdômen (geralmente no umbigo) por onde são inseridos os instrumentos cirúrgicos, incluindo a câmera que permite a visualização do interior.

La miomectomia robótica é cirurgia laparoscópica assistida por robô, uma cirurgia especialmente adequada para a realização de procedimentos cirúrgicos de alta complexidade. Por meio de braços robóticos e pinças articuladas, o robô movimenta em tempo real e com fidelidade absoluta os movimentos da mão do cirurgião.

A utilização do robô proporciona ao cirurgião maior segurança para tratar áreas anatômicas de difícil acesso, facilita uma visão ampliada do interior do paciente, garante um manuseio estável dos instrumentos cirúrgicos e possibilita a máxima precisão nos movimentos das mãos do cirurgião.

As vantagens e benefícios da miomectomia laparoscópica, uma cirurgia minimamente invasiva, em comparação com a cirurgia aberta convencional são inúmeras:

  • Menos dor pós-operatória.
  • Menos medicação.
  • Menos reação inflamatória.
  • Menor risco de infecção.
  • Menor estadia no hospital.
  • Recuperação muito mais rápida do paciente.
  • Resultados estéticos que muitas vezes são praticamente imperceptíveis.

A recuperação da cirurgia laparoscópica é mais rápida do que a da miomectomia abdominal: a paciente pode receber alta no mesmo dia da intervenção e sua recuperação total pode envolver 2 a 3 semanas de repouso relativo, durante as quais se recomenda evitar exercícios intensos.

COMO SE PREPARAR PARA A INTERVENÇÃO

Recomenda-se que a paciente reduza o estresse nos dias anteriores à intervenção, não use tabaco (pois pode dificultar a recuperação pós-operatória), não ingerir bebidas alcoólicas nas 48 horas anteriores à intervenção e que siga as orientações de seu ginecologista para mantenha uma dieta leve.

É imprescindível que a paciente informe com antecedência ao seu cirurgião sobre os medicamentos, suplementos ou remédios naturais que possa estar tomando, para que ele lhe diga como deve proceder nos dias anteriores à intervenção.

COMO A MIOMECTOMIA LAPAROSCÓPICA É REALIZADA

La cirurgia laparoscópica É feito através de pequenas incisões indolores através das quais um tubo com uma pequena câmera (o laparoscópio) controlada por um segundo cirurgião, o que permite visualizar o interior do abdômen em uma tela colocada na mesma sala cirúrgica e orientar o cirurgião para dentro do corpo.

  • Para realizar a laparoscopia, geralmente é aplicada anestesia geral.
  • Em vez de abrir (como em um parto cesáreo), uma ou mais pequenas incisões indolores são feitas muito perto do umbigo.
  • Através das incisões, o gás (dióxido de carbono) é introduzido para inchar o abdômen e fornecer espaço e visibilidade para o cirurgião.
  • Um tubo com uma pequena câmera (o laparoscópio) é colocado através da incisão.
  • Os instrumentos cirúrgicos (fórceps, bisturi e outros dispositivos muito pequenos) são inseridos, permitindo ao cirurgião manipular internamente sem ter que abrir o abdômen.
  • A câmera permite que o interior do abdome seja visualizado em uma tela colocada na sala de cirurgia.
  • Concluída a intervenção, as incisões são fechadas com pontos simples e, muito frequentemente, o paciente recebe alta no mesmo dia da intervenção.

COMO É A RECUPERAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA

O tempo de recuperação para miomectomia varia dependendo da via de abordagem:

  • Miomectomia abdominal. Por se tratar de uma cirurgia aberta, essa opção terapêutica é a que requer maior tempo de internação e recuperação pós-operatória. Freqüentemente, a intervenção pode exigir de 2 a 3 dias de internação hospitalar e a recuperação pode levar de 3 a 4 semanas.
  • Miomectomia histeroscópica. Uma vez realizada a miomectomia histeroscópica, a paciente pode receber alta no mesmo dia da intervenção, enquanto a recuperação pós-operatória pode envolver cerca de 1 semana de repouso relativo, durante a qual a paciente deve evitar a prática de exercícios intensos.
  • Miomectomia laparoscópica. A recuperação pós-operatória da cirurgia laparoscópica, uma técnica cirúrgica não invasiva, é muito mais confortável e rápida do que a cirurgia aberta convencional.

O paciente geralmente tem alta e alta hospitalar no mesmo dia da intervenção, e a recuperação pós-operatória pode durar até 2 ou 3 semanas, período durante o qual o paciente é aconselhado a evitar exercícios extenuantes.

Dr. Francisco Carmona. Ginecologista barcelona

Dr. Francisco Carmona

Diretora Médica Feminina

    Marque uma consulta com Dr. Francisco Carmona

    Concordo com a Política de privacidade

    Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se você continuar a navegar você está dando seu consentimento para a aceitação dos cookies acima mencionadas e aceitação do nosso política de biscoitos, Clique no link para mais informações.bolinhos de plugin

    ok
    Aviso de cookies
    SOLICITE UMA DATA