Ir para o conteúdo principal
Dor menstrual: por que as mulheres jovens não procuram assistência médica

Dor menstrual: por que as jovens não procuram assistência médica?

Muitas mulheres jovens nunca procuram atendimento médico por dismenorreia (cólicas, dores pélvicas, abdominais e lombares que ocorrem antes ou durante a menstruação), de acordo com um estudo australiano publicado recentemente.

La dismenorreia paraAfeta entre 20 e 90% das meninas e mulheres em idade reprodutiva no mundo, das quais 1 em cada 3 sofre de sintomas graves que limitam sua vida profissional, acadêmica e familiar.

um Reciente Investación realizado na University of Western (Sydney - Austrália) relata os resultados de uma pesquisa com mais de 5000 mulheres entre 13 e 25 anos sobre suas experiências com menstruação, dismenorreia e educação.

É comum em todas as fronteiras geográficas e culturais que as sociedades vejam a dor relacionada ao período como uma parte 'normal' do ciclo menstrual e algo a ser tolerado.

Cerca de 90% das mulheres com menos de 25 anos relatam dores menstruais regulares, mas menos da metade delas procuram atendimento médico. Essa relutância em acessar cuidados médicos geralmente se deve a uma cultura subjacente que posiciona a dor relacionada ao período como uma parte 'normal' do ciclo menstrual e algo a ser tolerado, uma cultura comum além das fronteiras geográficas e culturais ”, explicou o Dr. Armor, líder da pesquisa.

Assumi que a dor, vômitos e desconforto geral causados ​​pela minha endometriose eram normais”

“Não aprendemos sobre hormônios, possíveis complicações (dismenorreia, endometriose, etc.), ou como é uma menstruação normal. Assumi que as dores, vômitos e desconforto geral causados ​​pela minha endometriose eram normais”, explica uma das entrevistadas, universitária de 24 anos.

O artigo, intitulado “Menstrual Health Education in Australian Schools” afirma que as mulheres jovens podem ser prejudicadas na escola e, por extensão, em termos de chances de vida devido ao impacto da dor menstrual e outros sintomas menstruais.

"Um currículo educacional nacional que forneça educação em saúde ginecológica de qualidade é vital para garantir que os jovens tenham conhecimento suficiente sobre sua saúde para tomar decisões de bem-estar apropriadas", conclui o estudo.

SINTOMAS

Cerca de 30% das raparigas e mulheres com dores menstruais sofrem de sintomas graves que condicionam e limitam a sua vida profissional, académica e familiar.

Dependendo da doença que causa a dor menstrual, além de cólicas intensas e dores pélvicas e abdominais, os sintomas que podem aparecer com mais frequência são os seguintes:

  • Dor lombar
  • Dor de cabeça
  • Tontura
  • Cólica
  • Náusea e vômito
  • Fraqueza e fadiga
  • Sangramento intenso e/ou sangramento prolongado

QUANDO IR AO GINECOLOGISTA

As causas da dor menstruall são numerosos, mas os mais frequentes são os endometriose, a adenomiose, o prolapso e os miomas, todas doenças que, uma vez diagnosticadas, podem ser tratadas de forma eficaz.

É aconselhável consultar o ginecologista se ocorrer alguma das seguintes circunstâncias:

  • A dor menstrual e outros sintomas impedem que você desenvolva uma vida acadêmica, profissional, social ou familiar normal.
  • Dor e cãibras aparecem pela primeira vez.
  • A dor menstrual é acompanhada de febre.
  • Você sente a dor mesmo quando não está menstruada.
  • A dor menstrual piora e se torna mais intensa ou insuportável.

A menstruação pode causar desconforto abdominal ou dor leve, mas quando a menstruação é dolorosa e impede a manutenção da rotina diária é necessário consultar um especialista de confiança.

Mulher, ao seu lado

Se precisar de mais informações ou quiser fazer uma pergunta, não hesite em nos contatar:

Whatsapp: 34 934 160 606

o email: info@mulheres.es

Marque uma reunião com a nossa equipa

    Concordo com a Política de privacidade

    Este post tem 0 comentários

    Deixar uma resposta

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se você continuar a navegar você está dando seu consentimento para a aceitação dos cookies acima mencionadas e aceitação do nosso política de biscoitos, Clique no link para mais informações.bolinhos de plugin

    ok
    Aviso de cookies
    SOLICITE UMA DATA